Por essa eu não esperava: meu cigarro eletrônico me causou recentemente um “efeito madeleine” (vide Proust) ou então, para que as crianças me entendam, um “efeito ratatouille”.

Como costumo vapear onde quer que eu esteja — sempre com a desculpa de que não estou emitindo fumaça mas vapor (logo, como diria Glauber Rocha, “não me encham o saaaaaacoo!”) — resolvi comprar essências com cheiros menos provocativos, do tipo que não transforme pessoas aparentemente normais em trolls anti-tabagistas mentalmente programados pela Organização Mundial da Saúde. (Poxa, até em bar de motoqueiros já me pediram para parar de “fumar”! Nego anda tão “leite de soja” que nem um bar com essa galera visualmente agressiva aceita fumantes.) Enfim, minhas essências com odor e sabor de cachimbo francês, de tabaco da Virginia, etc. estavam me causando atritos com a sociedade titereada. Então resolvi comprar duas essências “fofas” para misturar com uma base “austera” de charuto cubano: uma de chocolate, outra de cappuccino. Semanas atrás testei a mistura de cappuccino com charuto cubano: aprovada! Ninguém reclamou e o sabor de charuto continuou lá. Mais tarde, com o tanque já vazio, preparei uma mistura de charuto cubano com chocolate. E quando traguei… puts… fui transportado novamente para minha infância… e me lembrei de uma cena enterrada a sete palmos na minha memória…

Eu e um colega de colégio — cujo pai, assim como o meu, também era funcionário da VASP — estávamos no clube da empresa, não no de campo, mas no da cidade, aquele próximo ao Aeroporto de Congonhas. Nessa época devíamos ter uns onze ou doze anos de idade e, como meu pai era o presidente do clube, costumávamos andar por ali como se estivéssemos em casa. Na ocasião, não fazia frio, eram umas sete da noite, havíamos acabado de jogar futebol de salão e, cansados, nos dirigimos ao balcão do bar para pedir um refrigerante, onde nos sentamos ao lado de dois pilotos que fumavam cachimbos. Sabíamos que eram pilotos não apenas porque usavam o uniforme típico, mas porque um deles só se dirigia ao mais velho como “comandante”. (Nessa época eu ainda confundia pilotos com comissários.) Lá pelas tantas, enquanto eu falava qualquer coisa a meu amigo, notei que ele permanecia de olhos fechados, completamente alheio às minhas palavras, um ar extático estampado no rosto.

— Que cara é essa, meu? — perguntei.

— Cara de chocolate — respondeu.

— Hum?

Ele abriu os olhos e, inclinando-se na minha direção, sussurrou:

— Eles estão fumando chocolate!

De fato, sorvendo o ar com maior atenção, notei que aquela fumaça espessa realmente recendia à chocolate — claro, à chocolate e a algo, por assim dizer, mais adulto.

— Puts! É mesmo!

— Quando eu crescer — tornou ele — também vou fumar cachimbo.

De fato, anos mais tarde, ele até tentou fumar cachimbo, mas preferiu se ater ao Marlboro Light e a outros fumos mais controversos… Bem, isso não vem ao caso. A questão que importa é: Proust tinha razão, pois certas memórias realmente permanecem guardadas à chave, uma chave feita de sensações. E é por isso que o cheiro de bala de coco sempre me lembra as gargalhadas da minha mãe e da minha tia Lourdes, exaustas por esticar a quatro mãos a massa açucarada numa fria tarde paulistana, que o sabor de pé-de-moleque me lembra uma tarde qualquer na casa da minha avó paterna no Rio de Janeiro e que o som de algumas freadas súbitas de carros me lembra o berro agonizante de um porco, numa manhã ensolarada e fria de Julho, em Goiás, na fazenda da minha avó materna.

Você gostou do que leu?
Regale Yuri Vieira com criptomoedas

Doe bitcoins para Yuri Vieira

Escaneie para enviar bitcoins ao Yuri Vieira
Escaneie o código QR ou copie o endereço abaixo em sua carteira para enviar alguns satoshis:

Donate Bitcoin Cash to Yuri Vieira

Scan to Donate Bitcoin Cash to Yuri Vieira
Scan the QR code or copy the address below into your wallet to send bitcoin:

Donate Ethereum to Yuri Vieira

Scan to Donate Ethereum to Yuri Vieira
Scan the QR code or copy the address below into your wallet to send some Ether:

Doe Litecoin para Yuri Vieira

Escaneie para doar Litecoin para Yuri Vieira
Escaneie o código QR ou copie o endereço abaixo na sua carteira para enviar litecoins:

Donate Monero to Yuri Vieira

Scan to Donate Monero to Yuri Vieira
Scan the QR code or copy the address below into your wallet to send some Monero:

Doe ZCash para Yuri Vieira

Escaneie para enviar ZCash ao Yuri Vieira
Escaneie o código QR ou copie o endereço abaixo em sua carteira para enviar ZCash: